Mini-documentário revela destino mundial de lixo tecnológico no Gana

É bem verdade que uma tecnologia, não importa o quanto seja incrível, se torna obsoleta a cada nova atualização. E cá pra nós, essas atualizações acontecem com cada vez mais frequência. Além disso, empresas que produzem tecnologia não hesitam em nos convencer de que, após alguns meses usando um determinado produto, precisamos (quase que por obrigação) adquirir a versão mais recente, porque se não o fizermos, assim como em sua versão anterior, nossa vida e nossas experiências se tornarão obsoletas.

sodom-gomorrah-4

O que, para alguns, muitas vezes passa despercebido é: para onde vão os produtos descartados, que estão na base desse ciclo de eliminar um aparelho a cada nova atualização? Este mini-documentário intitulado Sodom and Gomorrah, filmado em 2011, por Chris Caliman, mostra algumas imagens de um grande depósito de lixo tecnológico, num subúrbio de Accra, no Gana, aonde todos os anos vão parar toneladas de restos de produtos, e nos traz um pouco da dimensão do problema que isso – somado à condição social do país – representa para os moradores locais.

sodom-gomorrah-6

Além de nos levar a pensar no porquê de alguns países desenvolvidos não reciclarem o seu próprio lixo, ao invés de enviá-los às nações mais pobres, o curta-metragem é um convite à reflexão sobre a necessidade de um consumo mais consciente.

sodom-gomorrah-2sodom-gomorrah-3

TRADUÇÃO DO TEXTO NO FINAL DO VÍDEO:

“Agbogbloshie é um subúrbio de Accra, Ghana. Conhecido como um destino para a exportação legal e ilegal e despejo ambiental de lixo eletrônico, vindo de nações industrializadas. Muitas vezes referida como uma “lixeira digital”, milhões de toneladas de lixo eletrônico são processados a cada ano, em Agbogbloshie. O processamento de resíduos eletrônicos representa uma grave ameaça para a saúde dos trabalhadores, em Agbogbloshie. Os gases liberados pela queima de plásticos e metais usados em equipamentos eletrônicos são compostos por produtos químicos altamente tóxicos e cancerígenos. Trabalhadores frequentemente inalam chumbo, cádmio, dioxinas, furanos, ftalatos e retardantes de chama bromados (BFRs). A exposição a estes gases é particularmente perigosa para crianças, uma vez que essas toxinas são conhecidos por inibir o desenvolvimento do sistema reprodutivo, do sistema nervoso e do cérebro. Devido à condição de vida e criminalidade desenfreada, a área é chamada de “Sodoma e Gomorra” 
Música: Gustavo Santaolalla – Pode-se encontrar luz na escuridão?
por Chris Caliman
2011″

Via | Imagens: ©Chris Caliman, ©Andrew Mcconnell 

Written By
More from Oliver